Arquivo da tag: São Bento do Sapucaí

Bicicleta no cotidiano: lições do interior

Oito bicicletas aparecem nesta imagem registrada na tarde de sexta-feira em São Bento do Sapucaí, interior de São Paulo. A foto foi tomada ao acaso e sem a intenção de dar foco para as bikes. Mas elas estavam lá em todos os lugares e convidam à reflexão.  Muitas das motivações que levam à escolha óbvia pelas magrelas em cidades do interior permanecem imutáveis até mesmo nas metrópoles.

1) Economia – As magrelas não pedem água nem capim. São mais simples de manter do que os cavalos ou burros. Nem vale a pena comparar com automóveis.

2) Praticidade – Basta sentar e girar os pedais, sem cerimônia ou necessidade de habilitação complexa. Depois de pedalar e chegar ao destino, encoste o camelo na parede, cumpra sua tarefa e volte para casa sem estresse.

3) Convivência –  Na velocidade das magrelas é possível dizer bom dia para quem passa ou tirar uma mão do guidão e agradecer o condutor que respeita distância do ciclista. Ninguém está oculto pela película no vidro, todos se encontram facilmente.

4)  – Saúde – Muitos dos habitantes dessas cidades pequenas têm uma vida menos sedentária do que aqueles que vivem em uma cidade como São Paulo. Pedalar para comprar pão, buscar verduras ou ir à missa é tão natural quanto outras atividades.

Ok, os pontos negativos também existem, mas vejamos… Na hora de grandes cargas, ao menos em São Bento do Sapucaí, podemos contar com uma Kombi Táxi! Na chuva, melhor ficar em casa se o pedal não for urgente. Os morros? Basta ter disposição ou descer e empurrar uns metros. A segurança? Ninguém rouba as Barra-forte ou Caloi Ceci que rodam aos montes por lá. Acidentes parecem ser coisa rara…

Não conversei com nenhum ciclista nativo. Quase certo que muitos deles preferiam estar dirigindo carros ou pilotando motos 125 cc.  Óbvio, eles assistem comerciais e querem subir na pirâmide social. O símbolo maior da classe média ainda é o automóvel. Alguém duvida que, motorizados, todos acreditariam estar mais próximos de  “economia, praticidade, saúde e convivência” ?

No adro da Matriz, o bicicletário. Pelo bagageiro deformado, dá para ver que essa Barra Circular já trabalhou bastante. Ah, a festa junina da escola local tinha como melhores prêmio duas bikes.

Anúncios