Eu vos abraço, milhões – Moacyr Scliar

Encontrei tempo em duas viagens de ônibus e um plantão na porta do Hospital Sírio Libanês. Foi assim que, em um dia, li o romance “Eu vos abraço, milhões”, de Moacyr Scliar. (link para resumo na página da Companhia das Letras)

A arte da capa (acima), na minha humilde opinião, não faz justiça ao livro.  Ela pode ser até didática: a obra conta a história de um adolescente do interior do Rio Grande do Sul que, graças a um amigo, decide nos anos 20 entrar para o Partido Comunista. Viaja para o Rio de Janeiro em busca de um líder partidário e trabalha na construção do Cristo Redentor. De alguma forma, isso está ali, resumido nas imagens. Mas, a arte é feiosa.

Já tinha visto o livro nas prateleiras. Não tinha me despertado a atenção. O título me pareceu estranho (e depois de ler acredito ter entendido a razão dessa falta de empatia, que é a raiz das contradições vividas pelo protagonista).

Por essas e outras, o argumento que me levou a comprar e ler a obra foi um artigo de Carlos Heitor Cony na Folha de S.Paulo. (copiado aqui) Para ele, o desfecho do livro marcará para sempre a literatura brasileira. Não tenho capacidade para endossar ou refutar a afirmação, mas tenho que admitir que o livro é muito bem amarrado. Dá vontade de ler do princípio ao fim, e o final é mesmo interessante e inteligente. (E sobretudo, fiquei curioso com um detalhe do enredo antecipado por Cony. Acho que ele adiantou um pouco o dilema final do livro, por isso não reproduzo. Veja no link.)

Tudo isso considerado, avalio que o maior mérito da obra foi abrir espaço para outras obras do escritor. Aos 73 anos, esse é o 80º livro. É motivo para ficar chateado: demorei  para descobrir, mas creio que terei outros bons dias de leitura com Scliar. Aqui em casa já me espera “A mulher que escreveu a Bíblia”.

Saiba mais:
1) A Livraria da Folha fez uma entrevista com o autor (link aqui) sobre a obra. Acredito que foi com base em perguntas enviadas por e-mail, daquelas que fazem jornalista e entrevistados parecerem meio limitados. Serve para ver uma opinião do escritor, referências e etc.

2)  O Estadão apresentou o livro com a manchete “Celebração da Utopia” (link aqui). Nesse texto, o autor deixa algumas “aspas” interessantes e fala sobre a confecção do romance.

3) Autor dá entrevista ao portal PUC-Rio (link aqui) Aqui, uma entrevista mais solta, como deve ser o bom jornalismo, embora as perguntas não sejam lá as mais instigantes.

Anúncios

Uma resposta para “Eu vos abraço, milhões – Moacyr Scliar

  1. Pingback: Links da semana « Blog da Companhia das Letras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s