CNBB divulga nota contra vídeos no You Tube e panfletos apócrifos

Em artigo aqui no Papel Eletrônico eu apontei minha percepção de que a Igreja Católica sairá como a grande perdedora das eleições e cobrei atitudes de Dom Lyrio, presidente da CNBB, contra a instrumentalização da religião.

Eu não havia localizado pronunciamentos do presidente da CNBB, enquanto bispos paulistas e também um da Paraíba estrelavam videos no You Tube contra o voto em Dilma Rousseff. Historicamente, a Igreja Católica se exime de indicar candidatos.

Em um espaço de 21 dias, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil divulgou duas notas sobre o tema. A primeira, em 17 de outubro, ressalta quais as instituições estão autorizadas a falar em nome da CNBB. Foi uma crítica velada aos bispos paulistas, seus vídeos e suas cartas circulares.

Em nota publicada  em 8 de outubro (veja abaixo), Dom Lyrio, Dom Luiz Soares Vieira e Dom Dimas Lara Barbosa, amplia a crítica velada e lamenta “profundamente que o nome da CNBB – e da própria Igreja Católica – tenha sido usado indevidamente ao longo da campanha, sendo objeto de manipulação”.

Além disso, a presidência agora diz textualmente que a instância máxima dos católicos no país não indica em quem se deve votar. “Reafirmamos, ainda, que a CNBB não indica nenhum candidato, e recordamos que a escolha é um ato livre e consciente de cada cidadão.”

O artigo é contundente e direto. Mas é pouco. E aliás, foi pouco repercutida pela mídia. A versão encontrada na Folha.com (link) não dá a íntegra do pronunciamento e não destaca a essência do documento.

É por essas e outras que o líder católico não deveria ter deixado de se apresentar diante das câmeras e ser claro no recado. Os mal-entendidos permanecem. A pergunta que fiz no artigo anterior, infelizmente, segue atual. Onde está Dom Lyrio Rocha?

PS: Sinto saudades de gente com culhões dentro da Igreja, bispos com a estatura de Dom Paulo Evaristo, que em  1995 teve a coragem de dizer o seguinte sobre a questão do aborto em caso de estupro: “É este o conselho que devemos dar a uma moça estuprada: vá de imediato ao ginecologista e faça o tratamento, não espere a criança se formar no seu seio. Este foi o conselho que recebi do meu professor de moral há 50 anos.”

LEIA MAIS:
1) Em nota a fieis, CNBB pede ‘voto ético’ nas eleições – (link para o G1)

2) Nota da CNBB em relação ao Momento Eleitoral
8 de outubro de 2010

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio de sua Presidência, congratula-se com o Povo Brasileiro pelo exercício da cidadania na realização do primeiro turno das eleições gerais, quando foram eleitos os representantes para o Poder Legislativo e definidos os Governadores de diversas unidades da Federação, bem como o nome daqueles que serão submetidos a novo escrutínio em 2º turno, para a Presidência da República e alguns governos estaduais e distrital.

A CNBB congratula-se também pelos frutos benéficos decorrentes da aprovação da Lei da Ficha Limpa, que está oferecendo um novo paradigma para o processo eleitoral, mesmo se ainda tantos obstáculos a essa Lei tenham de ser superados.

Entretanto, lamentamos profundamente que o nome da CNBB – e da própria Igreja Católica – tenha sido usado indevidamente ao longo da campanha, sendo objeto de manipulação. Certamente, é direito – e, mesmo, dever – de cada Bispo, em sua Diocese, orientar seus próprios diocesanos, sobretudo em assuntos que dizem respeito à fé e à moral cristã. A CNBB é um organismo a serviço da comunhão e do diálogo entre os Bispos, de planejamento orgânico da pastoral da Igreja no Brasil, e busca colaborar na edificação de uma sociedade justa, fraterna e solidária.

Neste sentido, queremos reafirmar os termos da Nota de 16.09.2010, na qual esclarecemos que “falam em nome da CNBB somente a Assembléia Geral, o Conselho Permanente e a Presidência”. Recordamos novamente que, da parte da CNBB, permanece como orientação, neste momento de expressão do exercício da cidadania em nosso País, a Declaração sobre o Momento Político Nacional, aprovada este ano em sua 48ª Assembléia Geral.

Reafirmamos, ainda, que a CNBB não indica nenhum candidato, e recordamos que a escolha é um ato livre e consciente de cada cidadão. Diante de tão grande responsabilidade, exortamos os fiéis católicos a terem presentes critérios éticos, entre os quais se incluem especialmente o respeito incondicional à vida, à família, à liberdade religiosa e à dignidade humana.

Confiando na intercessão de Nossa Senhora Aparecida, invocamos as bênçãos de Deus para todo o Povo Brasileiro.

Brasília, 08 de outubro de 2010

P. nº 0849/10

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana
Presidente da CNBB

Dom Luiz Soares Vieira
Arcebispo de Manaus
Vice-Presidente da CNBB

Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário Geral da CNBB

Anúncios

Uma resposta para “CNBB divulga nota contra vídeos no You Tube e panfletos apócrifos

  1. Eleutério Gasspodin

    Infelizmente a alta hierarquia da ICAR foi tomada pelos fanáticos da OPUS DEI, com os dois ultimos papas só foram nomeados Bispos deste perfil, ultra conservadores, fanáticos e com idéias que parecem saidos da idade média, tais tipos não admitem dialogos nem idéias contrarias as deles. Ainda bem que o povo não é mais tão atrazado, e escapamos por pouco, o perigo agora é saber o que farão daqui para a frente, recordo o que esta corja fez com Getulio Vargas, com Jucelino Kubitschek e com João Goulart.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s