Ciclistas decidem promover guerrilha em SP

Ciclistas improvisam sinalização em SP

Ciclistas improvisam sinalização em São Paulo

A administração pública em São Paulo é e será cada vez mais confrontada por um grupo de ciclistas que decidiu utilizar táticas de “guerrilha urbana” e “desobediência civil” para fazer valer seu direito de circulação. As primeiras marcas visíveis da estratégia foram as pinturas no asfalto que indicam uma via destinada ao uso de ciclistas. Na segunda-feira (22 de setembro – Dia Mundial Sem Carro), inauguraram as placas em postes que indicam a necessidade de manter 1,5 metro das bicicletas (conforme determina o Código Brasileiro de Trânsito, artigo 201).

Mas não foi só. Repetiram no mesmo dia a passeata com bicicleta – a Bicicletada – que fazem regularmente a cada última sexta-feira do mês. Desta vez, levaram cerca de 500 ciclistas para a Avenida Paulista e travaram o trânsito por aproximadamente 45 minutos em cada sentido da via.

As conquistas ainda não são visíveis ou não podem ser diretamente creditadas ao grupo. Mas o Metrô já permite bikes à noite, há estacionamentos que emprestam bicicletas e cresce o número de viagens feitas sobre duas rodas sem motor. Eles querem mais. Criatividade para divulgar a causa não falta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s