os loucos na casa de Deus

No dia do aniversário de São Paulo, um morador de rua pediu a palavra durante a celebração. Não faltavam autoridades, políticos e toda sorte de figuras típicas dos eventos oficiais. O homem manteve a faca em punho (talvez para ser melhor ouvido) e acabou dominado sem passar sua mensagem, se é que alguma havia. Foi indiciado por tentativa de homicídio, mas antes mesmo da elaboração da ocorrência descobriu-se uma ficha policial considerável.

Nem todos os dias uma missa é interrompida por manifestações distantes da liturgia. Mas o fato é até certo ponto comum. Houve até missa interrompida por tiroteio. Sob este ponto de vista, a confusão na Sé foi até pequena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s